Dica: Tirando o visto para a China

Hoje a dica desta sexta-feira é como tirar o seu visto para a China.

Post Visto china

Nosso amigo Rodrigo, acabou de tirar o seu visto, e compartilha conosco o passo-a-passo para tirar o visto para a China.

Tirar um visto chinês está longe de ser uma tarefa fácil, mas não é uma tarefa impossível. Quando eu decidi viajar pra Hong Kong, decidi que deveria conhecer umas das sete maravilhas do mundo, a grande muralha ou a Muralha da China. Foi aí que eu me deparei com várias dificuldades: a língua, a compra das passagens entre as cidades (isso sim é muito chato, existe uma política de preço diferente pra estrangeiro), os traslados e obvio o visto.

Como eu sou medroso eu decidi correr atrás primeiro do visto para depois, se desse certo, organizar a viagem. Foi aí que eu me deparei com algumas informações importantes que me fizeram deixar o visto por último: O visto Chinês só tem validade de 3 meses, só pode ser tirado quando você tem toda sua viagem organizada e geralmente o primeiro visto só permite 1 única entrada.

Deixa eu tentar explicar: Visto para china de turismo só será liberado se você comprovar tudo o que você vai fazer lá, como você vai, quando você chega, quando você vem e aonde vai ficar. Se você não tiver todos os bilhetes, todas as hospedagens e o roteiro, não adianta nem tentar que será recusado.

Então primeiro passo: Organize a viagem. Compre suas passagens, reserve suas hospedagens e crie seu roteiro de viagem.

O outro ponto muito importante é que existem cidades que são regiões administrativas especiais, que não precisam de visto e que caracterizam uma saída da China (continental). São cidades como Hong Kong e Macau.

Um exemplo: Você comprou uma passagem para Beijing e quer conhecer Hong Kong. Ao chegar em Beijing caracteriza 1 entrada, só que você quer conhecer Hong Kong. Quando você voltar para Beijing para pegar o voo de volta você vai precisar de uma segunda entrada.

Para essa situação você pode tentar um visto de 2 entradas comprovando a necessidade de 2 entradas através do seu roteiro ou você pode tentar entrar na isenção de visto de 72horas para as cidades Beijing, Shanghai, Guangzhou e Chengdu.

Eu particularmente não conheço ninguém que tenha feito isso. Até onde eu descobri o visto de múltiplas entradas somente é concedido a requerente que já obteve pelo menos 02 vistos de entrada na China emitidos no Brasil e o passaporte precisa ter validade superior a 09 meses; neste caso, é obrigatório apresentar passaporte original anterior com vistos mais cópia dos vistos anteriores. Qualquer dúvida sobre isenção do visto para 72 horas: http://br.china-embassy.org/por/lqfw/t1053969.htm

 

Depois que você tiver tudo certo com seu roteiro, passagens e hospedagens é hora de juntar os documentos que você vai precisar (segue uma lista que eu consegui):

  1. *Passaporte com validade mínima de 6 meses e uma página de visto em branco;
  2. *1 foto colorida atualizada (3×4 com fundo branco);
  3. *Cópia da passagem de ida e volta;
  4. *Voucher dos hotéis;
  5. *Roteiro de viagem;
  6. *Comprovante de renda;
  7. *Carta da empresa no Brasil, onde o solicitante trabalha, em papel timbrado, informando que o solicitante é funcionário e que estará fora pelo período em que irá para a China, por motivo de férias ou outro. A carta deve constar o cargo que o funcionário ocupa na empresa;
  8. *Estudante: apresentar declaração escolar + carta custeio;
  9. *Empresário: apresentar contrato social da empresa;
  10. *Dona de casa: fazer uma declaração que não trabalha e informar quem vai custear a viagem;
  11. *Aposentado: fazer uma declaração que não trabalha e informar quem vai custear a viagem; e
  12. *Formulário do pedido de visto devidamente preenchido e assinado.

Como eu fiz:

    • Criei o meu roteiro da seguinte maneira: Minha passagem é pra Hong Kong, então ficou Hong Kong – Macau – Shanghai – Beijing – Hong Kong;
    • Preenchi o formulário (item 12) que fica disponível nesse link: http://br.china-embassy.org/por/lqfw/t1071867.htm (peguei o formulário do que que estava coloquei minhas informações em azul) e colei a foto (item 2);
    • Criei o meu roteiro em um documento a parte (item 6), disponibilizei para vocês o meu modelo de roteiro; Roteiro para a China
    • Solicitei o documento da empresa (item 7), segue modelo também; declaração de férias para visto da China
    • Imprimi todas as passagens e hospedagens (item 3 e 4);

 

  • Imprimi meu imposto de renda do ano passado (item 6). ATENÇÃO: meu visto quase não foi aprovado por isso, então envie documentos atuais e que comprove que você pode gastar muito lá, como contracheque atual ou extrato da poupança para a viagem ou mesmo um documento falando que alguém vai custear a viagem, tipo algum parente e mande junto o extrato bancário dessa pessoa;

 

 

Hora de Solicitar o visto

Quando faltar pouco tempo para a viagem é hora de solicitar o visto. É bom lembrar que o visto só tem 3 meses de validade (para de 1 entrada) a partir da solicitação, então só solicite quando faltar 2 meses para a viagem mais ou menos.

Para solicitar o visto é necessário também respeitar a jurisdição disponível aqui http://br.china-embassy.org/por/lqfw/t1239088.htm

O consulado de Recife já está funcionando, mas não está emitindo visto (até hoje) então a região do responsável por Recife deve ser solicitada direto na Embaixada em Brasília.

Para quem mora na cidade que tem consulado ou em quem mora em Brasília deve ir direto ao consulado com todos esses documentos em mãos, pegar o comprovante com o protocolo e realizar o pagamento do visto que em 4 dias está pronto.

 

Os valores para o visto são:

-Visto de uma entrada———————————————————R$160,00

-Visto de duas entradas——————————————————R$240,00

-Visto de Múltiplas entradas

-Com validade de 6 meses—————————————————R$320,00

-Com validade de 1 ano——————————————————-R$480,00

 

Para solicitações presenciais pode solicitar urgência que custa

Para 48 horas (Terceiro dia)————————————————–R$90,00

 

Para quem não tem a sorte de ter um consulado do lado da sua casa – eu -, pode colocar tudo e um envelope e enviar para o consulado ou para embaixada respeitando a jurisdição do seu estado.

No meu caso eu mandei tudo pra Brasília e assim que chegou lá recebi uma ligação informando que meu imposto de renda era baixo e antigo e precisava mandar outro comprovante de renda para a viagem. Foi quando eu mandei por e-mail somente o contracheque atual. Depois liguei para lá e como estava tudo certo me pediram para realizar um deposito em dinheiro. ATENÇÃO: NÃO fazer depósito antes de a Seção Consular passar o respectivo protocolo, ou pelo menos avisarem que está tudo ‘ok’. Você pode perder o seu lindo dinheiro e ainda ficar sem visto.

O deposito deve ser feito junto com a taxa de entrega:

 

-Distrito Federal, Goiás —————————————————– R$25,00

-Demais Estados ————————————————————- R$50,00

 

No meu caso eu fiz o deposito de R$ 210,00 referente ao visto e a taxa de entrega.

recibo de pagamento do visto para a China

O visto será enviado para o endereço que você informou no envelope de ida.

Depois que chegar é só fazer as malas e correr por abraço.

 

Visto Chinês

Agradecemos ao Rodrigo pela sua ajuda com o relato, esperamos ver suas fotos na China em breve! 🙂

This entry was posted in China, Dicas, Visto Chinês. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *